segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Quero mulata





Onde estão as mulatas?

Elas que dão toda a graça

Vivas, são preciosas e raras


Sambando, encantando e sorrindo

Merecem todo adejo e carinho


Carinho imortal da festa anunciada

É mais que tudo além de manifestação

Elas não podem deixar pista vaga

Precisam voltar pra mim e a multidão


Mulatas

Rimam com pirraça

Brincam com saltos, fantasia e liberdade


Cor forte

Mulata, vai lá e arregaça

Mostra atitude, batida e toda raça

Não tem como não querer

Tal presente fica sempre

13 comentários:

  1. Acho que só tenho a concordar contigo, amigo! hehehehe

    ResponderExcluir
  2. excelente poema... mais verde amarelo, impossível.

    http://terza-rima.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nem li nada.. soh consegui ver a bunda!!!

    uahauhauha

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro esses versos exaltando as mulheres, ainda mais uma figura tão brasileira, né? E caraca que bundão tem essa da foto!! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Adorei o verso, essa sim é a verdadeira beleza brasileira! Estou seguindo seu blog, dá uma passadinha no meu, será um prazer.

    http://madonna-turnner-cardoso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Prefiro as mulatas às loiras... Isso é fato comprovado, hehehe... Abraço, Marcelão!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Você sabia que o termo "mulata" é um termo pejorativo? Não gosto de escrever essa palavra... Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  8. Marcelo!

    A procura de sua musa.

    Bjo,

    Keli

    ResponderExcluir
  9. Sentei aqui e vi a banda passar. Alguns tons canarinho e muito bom gosto.


    Obrigada pela visita. Gostei de ler-te.
    Um beijo. =)

    ResponderExcluir
  10. Ahhh poema bom de se ler...
    Tava com saudades daqui, mas voltei ;)
    Bjo, Marcelo.

    ResponderExcluir
  11. REALMENTE ELAS FAZEM A DIFERENÇA EO ENCANTO

    ResponderExcluir

Comentem a vontade: